Avatar do usuário
Tutoriais & Aulas
Colaborador
Colaborador
Autor
Mensagens: 174
Registrado em: Qui Abr 28, 2016 11:37 am
Karma: 910

[CON] [Tutorial] Organizando seu jogo

Qui Abr 28, 2016 7:59 pm

Autor original: Cainã


ORGANIZANDO SEU JOGO



Descrição: Neste Tutorial irei mostrar formas de deixar o seu jogo / aplicativo mais organizado e possivelmente mais rápido durante a execução.


Nível: Básico



1 - Renomear Resources:

Imagens, Sons, Fonts, Paths, Scripts, Objetos e Rooms são melhor definidos como Resources, cada tipo de resource se encontra em uma pasta dentro do Game Maker, o que facilita muito a organização. Por outro lado, se duas Resources de diferentes tipos tiverem o mesmo nome, muitas vezes pode ocorrer um erro dentro de um Script que use uma dessas duas Resources. Exemplo:

Nome de um Sprite: image

Nome de um Background: image

Código:

{
message_background(image);
}


Neste caso ocorreria um erro devido ao nome das duas Resources ser o mesmo.

O modo mais fácil de manter o mesmo nome de duas Resources (por exemplo o Sprite e Objeto do Player) é atribuir prefixos a cada tipo de resource, o modo mais fácil é utilizar 3 letras abreviando o tipo de resource, underline para separar o nome do tipo e enfim o nome. Com um exemplo fica tudo mais claro:

Nome Sprite:  spr_player

Nome Objeto: obj_player


Neste caso não haveria conflito e o código ficaria mais legível.


Os prefixos comuns das Resources são:
(nome é somente um exemplo)

spr_nome     -Para Sprites

snd_nome     -Para Sounds

bck_nome     -Para Backgrounds

pth_nome     -Para Paths

scr_nome     -Para Scripts

fnt_nome     -Para Fonts

tim_nome     -Para Timelines

obj_nome     -Para Objetos

rom_nome     -Para Rooms

Você pode modificar os prefixos e usar os que preferir, o ideal é começar a desenvolver um jogo utilizando prefixos para simplificar o processo.

Após nomear ou renomear as suas Resources um bom hábito é verificar se não há nenhum ítem com o mesmo nome, principalmente em um jogo com muitas Resources, o modo mais fácil é utilizar o Check Resource Names que se encontra no menu Scripts na parte de cima da interface do Game Maker.
Utilizando este verificador é possível ver as Resources com o mesmo nome em vermelho. Clique em uma resource e altere seu nome.
Para atualizar e verificar novamente clique em Refresh the Information
Se não houver nenhum conflito você pode fechar a janela.


2 - Estruturar o código:

Um Código ou Script é um conjunto de linhas que definem variáveis, verificam variáveis e executam funções. Eu um jogo complexo é normal encontrar códigos quilométricos que muitas vezes nem o autor consegue entender. Nesta seção irei explicar como organizar os seus códigos para obter melhor legibilidade.


- O ideal de um código é iniciar e finalizar o Script utilizando chaves { }.
Ex.:

{

//Código aqui.

}



- A linguagem utilizada no Game Maker, como muitas outras utiliza definição de variáveis e execução de funções, a cada uma dessas ações é necessário finalizar utilizando ponto e vírgula ; .

Ex.:

{

vida = 1;  //Definindo uma variável.

message_background (player);  //Executando uma função.

}


-O que você viu nos dois exemplos de código acima depois de // é um comentário de linha única, isto é, tudo que vem depois de // na mesma linha não será interpretado na execução do código e é útil para descrever uma ação dentro de um código.
Existe outro tipo de comentário, o comentário de linha múltipla que é definido por /* e */ . Tudo que está entre /* e */ é desconsiderado pelo interpretador de código, portanto não executado.

O uso de comentários é essencial em um código para descrever cada ação e explicar o que está acontecendo em determinado pedaço de código para futuramente compreender o uso das funções.

Ex.:

{

/* Este é um
comentário de
múltipla linha. */

vida = 2;  //Este é um comentário de linha única.

}



3 - Variáveis:

-Uma variável é uma palavra ou letra onde é armazenado um número (integer) ou texto (string). Uma variável que define um número é bem simples:

variavel = 34;

A definição de texto é diferente, neste caso é necessário o uso de aspas:

variavel = "Aqui existe texto!";

É possível utilizar dois tipos de aspas com a mesma finalidade: "texto"  e  'texto' .


-Existem vários tipos de variáveis, o mais comum é o Local para Objeto, este tipo de variável pode ser usado ao interno do Objeto em qualquer Evento.  Ex.:

{

variavel = 75;

}


Existem tambem Variáveis Globais que podem ser utilizadas e definidas por qualquer objeto. Ex.:

{

global.variavel = 67;

}


A partir do Game Maker 7 é possível definir varias Variáveis Globais ao mesmo tempo. Ex.:

{

globalvar variavel1, variavel2, variavel3;

variavel1 = 32;

variavel2 = 54;

variavel3 = 65;

}


Variáveis Globais utilizam maior desempenho do computador portanto devem ser utilizadas somente quando necessário.

Outro tipo de variável é o Local para o Código que pode ser utilizado somente dentro de um código. Não é preciso dizer que estas variáveis necessitam pouquíssimo desempenho do computador portanto são mais leves. Estas variáveis são definidas:

{

var variavel1, variavel2, variavel3;

variavel1 = 35;

variavel2 = 24;

variavel3 = 75;

}



4 - Verificações:

Verificações dentro do Game Maker e em quase todas as linguagens são definidas por algumas palavras. O tipo mais comum é definido por if e else . Ex.:

{
if variavel1 = 5 {
variavel2 = 76;
}
else {
variavel2 = 77;
}
}


Neste simples exemplo nós verificamos se variavel1 for 5 então variavel2 será 76, o if serve para fazer uma verificação se. O else serve para verificar o caso contrário, no exemplo, se variavel1 não for 5 então variavel2 será 77.

Como foi visto no exemplo, a ação após a verificação deve estar entre chaves.

Este é o tipo de verificação mais comum e é aqui que termina este tutorial. No próximo veremos melhor os vários tipos de verificações e os varios tipos de sinais que podem ser utilizados nelas.

Até mais!
1

Tags: